WHY Portugal: quatro projetos musicais portugueses no Reeperbahn Festival – newsletter

WHY Portugal: quatro projetos musicais portugueses no Reeperbahn Festival

View this email in your browser

Portugal representado no feira profissional e festival de música alemão Reeperbahn

A plataforma WHY PORTUGAL irá promover o encontro de 4 artistas portugueses com o mercado internacional

21 – 26 de setembro 2016

Através da plataforma virtual de agregação e distribuição de projetos musicais portugueses WHY PORTUGAL, quatro artistas nacionais vão estar em showcase numa das maiores feiras e festivais profissionais de música na Europa: o Reeperbahn Festival em Hamburgo.
A missão WHY Portugal ao Reeperbahn Festival
é simples e prevê uma mostra de 4 artistas na feira profissional e
festival de música, bem como um encontro para networking aberto a todas
as entidades inscritas na plataforma WHY Portugal; Por
outras palavras, a grande missão desta comitiva é mostrar o que melhor
se faz na indústria musical portuguesa aos investidores estrangeiros que
estarão presentes em setembro na cidade alemã de Hamburgo.
Foram mais de uma dezena de projetos a concorrer a partir da plataforma WHY Portugal,
que foi utilizada pela equipa de programação do Reeperbahn como
plataforma de EPKs sendo que os 4 seleccionados para representar
Portugal no Festival foram First Breath After Coma, Neev, Surma e We Bless This Mess.  
A participação com o desconto WHY Portugal, negociado pela AMAEI, extende-se no entanto a todas as entidades nacionais que participam no projecto WHY Portugal. Estas devem efectuar o registo PRO directamente com o evento Reeperbahn Festival & Conference, contactando a WHY Portugal primeiro para receber o código de desconto “network rate”. 
Sobre os projetos selecionados:

First Breath After Coma (imagem da esquerda):
Banda
de Leiria formada em 2013, ano em que gravaram um disco de estreia
conceptual que lançou temas como “Escape”, “Shoes For Men With No Feet”
ou “Apnea” que conseguiram chegar a rádios internacionais e os levar a 
uma extensa digressão com paragem em festivais como Paredes de Coura, Bons Sons ou o espanhol Monkey Week. First Breath After Coma passam agora em Hamburgo pelos palcos do Reeperbahn.
NEEV (imagem da direita):
NEEV
nasceu há 21 anos como quem fosse chamado a este mundo pela música. Aos
8 anos pegou numa guitarra para descobrir novos sons e harmonias. Foi
aqui que atingiu a liberdade do seu processo criativo. A sua música
resulta numa experiência autodidata na guitarra, baixo, piano, bateria,
ukelele,mandulin ou lap steel.

Surma (imagem da esquerda):
Débora Umbelino
tem 21 anos e chega de Leiria, mas o que nos traz vem de locais bem
mais exóticos. SURMA é o seu projecto one-woman-band, onde domina
teclas, samplers, cordas, vozes e loop stations em sonoridades que fogem
do jazz para post-rock, da electrónica para o noise e nos levam para
paragens mais ou menos incertas, com paisagens desconhecidas e muito
prazer na viagem.
We Bless This Mess (imagem da direita):
We
Bless This Mess é um projeto a solo de Nelson Graf Reis. Conhecido por
muitos como tatuador e membro da banda Blackiackers, Nelson move-se
através das suas paixões e este projeto musical demonstra essa sua
maneira de viver. Estreou-se a solo como um Ep intitulado “Love and
Thrive”, completamente gravado em Brasília, numa viagem ao seu país de
nascimento.

Copyright © 2016 Why Portugal, All rights reserved.

via Blogger http://ift.tt/2bxveK4

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s